logo casio

Dias Casio+

Dias Casio+

2021/2022 VI Encontro Dias Casio+

Os dias temáticos são uma iniciativa do Grupo de trabalho Casio+ da Associação de Professores de Matemática, com o apoio da Casio Portugal.
Este ano refletiremos sobre o tema “Pensamento computacional e avaliação”.
Pretendemos proporcionar uma utilização da tecnologia Casio tanto a nível básico como avançado na área da Matemática e das Ciências Físico-Químicas.

Formação certificada como ação de curta duração (ACD) de 5 horas para os docentes dos grupos 500 e 510 (artigo 3.º do Despacho n.º 5741/2015, de 29 de maio).

À semelhança do ano letivo anterior, vamos realizar os Dias CASIO + ONLINE, usando a plataforma ZOOM. 
No sábado dia 23 de outubro, junte-se a nós, assista à conferência, ao debate e marque presença numa das 8 sessões práticas que temos para si.

Inscreva-se hoje!

Há um número limitado de inscrições. As inscrições encerram dia 1 de outubro de 2021.
 

Programa

Sábado dia 23 de outubro 2021
MANHÃ
09h15 – 9h20 Entrada no Zoom
09h20 – 9h30 Boas vindas
09h30 – 10h20 Conferência “A Importância do Pensamento Computacional no Ensino da Matemática”
Arlindo Oliveira, Professor universitário no IST; Presidente do INESC; Membro do Conselho da CGD; Investigador Sénior no INESC-ID
10h20 – 10h30 - Pausa
10h30 – 12h30 Debate “A calculadora gráfica na avaliação dos alunos”
Convidados:
Belmiro Costa, Professor de Matemática no Agrupamento de Escolas Dr. Manuel Gomes de Almeida, em Espinho e autor de manuais escolares de Matemática;
Filipe Lima, Professor de Física - Química na Escola Secundária Benjamim Salgado em Joane;
Paula Teixeira, Professora de Matemática na Escola Secundária João de Barros no Seixal.
Moderador:
Jaime Carvalho e Silva, Professor universitário no DM da UC; Coordenador do SoftCiências; Coordenador do GTM (Secundário e Profissional)
12h30 – Encerramento da primeira parte
TARDE
14h30 - 16h30 – Sessões práticas


Sessão Prática 1
"Iniciação à calculadora gráfica"
Formadoras: Ana Paula Jardim, Esc. Sec. Francisco Franco (Funchal) e Elisabete Martins, Esc. Sec. Rocha Peixoto (Póvoa de Varzim). 
 
Sessão Prática 2
“M.A.C.S. com a calculadora gráfica”
Formadora: Dolcínia Almeida, Escola Secundária Marques de Castilho (Águeda).

Sessão Prática 3
“Iniciação à programação Python na calculadora gráfica”
Formadores: Manuel Marques, Esc. Sec. Afonso Lopes Vieira (Leiria) e António Cardoso, Esc. Sec. Conde de Monsaraz (Reguengo de Monsaraz).

Sessão Prática 4
”Modelação de funções com a calculadora”
Formadora: Isabel Leite,  Esc. Sec. Vila Verde

Sessão Prática 5
“Iniciação ao mundo do CAS”
Formador: Jaime Carvalho e Silva, Universidade de Coimbra, Faculdade de Ciências.

Sessão Prática 6
“Estudo da Física com a calculadora gráfica”
Formadora: Ana Margarida Dias, Casio School Coordinator.

Sessão Prática 7
“A calculadora científica no ensino da Matemática”
Formador: Joaquim Rosa, Esc. Secundária Luís de Freitas Branco.
 
Sessão Prática 8
”Calculadora Gráfica uma ferramenta essencial para trabalhar a Estatística”
Formadora: Manuela Labrusco, Esc. Sec. Conde de Monsaraz (Reguengos de Monsaraz) e Elsa Barbosa, Agrupamento de Escolas Manuel Ferreira Patrício (Évora).

 

Nota: para as sessões práticas é necessário que todos os formandos tenham o software da calculadora Manager fx-CG20 / CG50 ou da ClassWiz instalado no computador. Depois de fazer a inscrição, serão dadas mais informações.

 

» INSCRIÇÃO «

 

RESUMOS

Conferência: “A Importância do Pensamento Computacional no Ensino da Matemática”.
Arlindo Oliveira (Professor universitário no IST, Presidente do INESC, Membro do Conselho da CGD, Investigador Sénior no INESC-ID).

Resumo: 
Tanto a matemática como a física são ciências bem estabelecidas e essenciais em muitas formações (senão em todas) com fundamentos que são conhecidos desde há séculos. Por essa razão, existe um consenso bastante alargado sobre as matérias que devem fazer parte da formação fundamental de um engenheiro, biólogo, médico ou economista. Porém, na segunda metade do século XX, desenvolveram-se de forma muito profunda as ciências da computação e, por essa razão, a educação dos nossos jovens passa cada vez mais, por uma sólida formação de base em áreas que lhes permitam manipular informação através de processos computacionais. Para além da física, da matemática e das outras ciências básicas, que continuam a ser indispensáveis, a formação dos jovens deve cobrir de forma profunda e sistemática a área que se designa por pensamento computacional.

O que é, exactamente, o pensamento computacional? Ao contrário do que se possa pensar, pensamento computacional não é equivalente a saber programar. O pensamento computacional é mais profundo, mais sistemático e de natureza mais fundamental. Não depende de computadores, nem de nenhuma tecnologia específica, tal como para estudar matemática não é necessário ter um ábaco ou uma máquina de calcular. O pensamento computacional exige um conjunto de competências muito diversas que, no entanto, podem ser agregadas em quatro grandes classes: abstracção, decomposição, reconhecimento de padrões e algoritmia. Nesta intervenção, irei descrever de que forma estas quatro áreas se interligam e podem servir de base para estruturar uma formação profunda em computação, ao nível do ensino básico e secundário.

 

SP1 - “Iniciação à calculadora gráfica” - Ana Paula Jardim e Elisabete Martins

Nesta sessão pretendemos fazer uma primeira abordagem à calculadora gráfica, utilizando os modelos Casio fx  CG50/20, e reconhecer algumas das suas potencialidades.

Viajaremos por alguns menus, utilizando pequenas tarefas que poderão ser utilizadas em sala de aula.

 

SP2- “M.A.C.S. com a calculadora gráfica” - Dolcínia Almeida

Nas aprendizagens essenciais da Matemática Aplicada às Ciências Sociais (MACS), os modelos matemáticos e em particular o estudo de Modelos financeiros, é um dos temas do 10º ano que permite uma abordagem da matemática a situações reais e que explica fenómenos como por exemplo, o crescimento das poupanças no banco. Este assunto proporciona-se ao desenvolvimento de atividades que permite sensibilizar para os problemas matemáticos da área financeira com recurso à calculadora gráfica por diferentes processos e menus. Nesta sessão prática serão apresentados exemplos de aplicação das funcionalidades principais do menu específico “Financial” envolvendo as noções principais de estudo como juros simples e compostos, amortização e empréstimos. A resolução de problemas de situações reais proporciona-se à discussão de diferentes modos de utilizar a calculadora e que se adeqúe às aprendizagens essenciais dos alunos.

 

SP3- “Iniciação à programação Phthon na calculadora gráfica” - Manuel Marques e António Cardoso

A linguagem de programação Python é uma das mais populares e das mais usadas em todo o mundo, por estudantes e programadores profissionais. Esta Sessão Prática é uma iniciação a esta linguagem, com recurso à calculadora gráfica CASIO fx-CG50. Serão explicados alguns conceitos básicos de programação, nomeadamente, variáveis, entrada e saída de dados, funções, estruturas condicionais e estruturas repetitivas. Estes conceitos serão aplicados em programas simples que tornam o ensino-aprendizagem da Matemática mais dinâmico e estimulante. Através de exemplos concretos, pretende-se que os formandos fiquem a conhecer algumas potencialidades da programação em Python.

 

SP4 - ”Modelação de funções com a calculadora” – Isabel Leite

A referência à modelação nos programas de Física e Química e Matemática leva-nos a pensar na necessidade de construir modelos de base matemática. Nesta sessão prática realizaremos tarefas que solicitem a construção de gráficos que se ajustem a um conjunto de dados, recorrendo à calculadora gráfica. Dados estes que serão recolhidos em sites e transferidos para a calculadora ou recolhidos na calculadora gráfica a partir de um vídeo ou de uma fotografia.

Para a frequência nesta sessão prática terá de ter conhecimentos básicos da calculadora gráfica Casio. A calculadora deve ter o menu Plot Imagem instalado.

 

SP5 – “Iniciação ao mundo do CAS" - Jaime Carvalho e Silva

Nesta sessão prática iremos perceber o que é o CAS "Cálculo Algébrico Simbólico" e quais as suas implicações para a Matemática e o seu ensino. Iremos experimentar várias plataformas online de CAS como o Wolfram Alpha e o SymboLab e exploraremos algumas das suas potencialidades. Iremos ver brevemente o que pode fazer uma calculadora gráfica CAS (e o que não consegue fazer). Terminaremos com uma breve reflexão sobre qual o caminho mais aconselhável para o Ensino da Matemática em Portugal a nível secundário.

 

SP6 – “Estudo da Física com a calculadora gráfica” - Ana Margarida Dias

Como e onde podemos usar todas as potencialidades da calculadora na disciplina de Física, tanto no ensino básico como no ensino secundário. Como pode os sensores motivar o estudo da física, como uma imagem e / ou um vídeo pode ajudar na compreensão de conceitos?

Vamos explorar alguns menus da calculadora e ver como usar a calculadora gráfica na sala de aula ou no estudo autónomo.

 

SP 7 – “A calculadora científica no ensino da Matemática” - Joaquim Rosa

A CASIO CLASSWIZ pertence a uma nova geração de calculadoras científicas que promove uma melhor compreensão de conceitos matemáticos. Entre as novas funcionalidades com interesse pedagógico, destaca-se a possibilidade de criar gráficos on-line (gráfico circular, gráfico de barras, diagrama de extremos e quartis, representação gráfica de uma função, etc.) que podem ser visualizados num tablet ou num smartphone, através de um código QR.

Se os formandos tiverem o seu tablet ou smartphone com a aplicação CASIO EDU+ já instalada, a relação entre as duas tecnologias poderá ser mais explorada. A aplicação CASIO EDU+ pode ser obtida gratuitamente na PlayStore ou APP Store.

Também serão abordados os menus: “Calcular” (frações, m.d.c., m.m.c., dízimas, divisão inteira, decomposição em fatores primos, notação científica, etc.); “Estatísticas” (média, mediana e quartis); “Tabela” (quadrados perfeitos, cubos perfeitos, etc.); “Equação/Função” (sistema de equações, equações do 2º grau, etc.); “Verificar” (igualdades e desigualdades).

 

SP 8 – “Calculadora gráfica uma ferramenta essencial para trabalhar a Estatística” - Manuela Labrusco e Elsa Barbosa

Apesar de ser uma Ciência que se aplica a todos os campos do conhecimento, atualmente a Estatística ainda é muitas vezes, por falta de tempo, entre muitas outras razões, relegada para segundo plano. Referenciada muitas vezes a ciência que trata dos dados, é fundamental à compreensão do mundo que nos rodeia. Neste contexto, a calculadora gráfica pode ser uma excelente aleada no tratamento e análise dos dados, permitindo-nos ganhar tempo para ajudar os nossos alunos a desenvolver um olhar crítico sobre os dados trabalhados.

Utilização de cookies : Durante a navegação, cookies serão instalados para facilitar a navegação, partilhar conteúdo e rastrear as estatísticas sobre o uso do site. Se continuar a navegar, entenderemos que aceita a utilização de cookies. Mais informação.

Aceitar  Recusar